Marmita fitness para vender: como investir nessa ideia de negócio

Investir em marmita fitness para vender pode ser uma ótima oportunidade de negócio. Com a correria do dia a dia, muitos são os trabalhadores que procuram refeições prontas, já que eles não têm tempo de cozinhar em casa. A praticidade, porém, não é desculpa para abrir mão de refeições saudáveis.

Só que não basta preparar salada no pote e sair vendendo de porta em porta. Como em qualquer empreendimento, é necessário planejar a produção e a venda dos produtos. Essa medida garante o retorno financeiro e a prosperidade da marca. Continue conosco e veja como começar no ramo.

Ganhe dinheiro com marmita fitness para vender.

Muitos brasileiros estão apostando no negócio de marmitas fitness. (Foto: Divulgação)

Como preparar marmita fitness para vender

As populares quentinhas são refeições prontas que vêm acondicionadas em embalagens térmicas. O cliente pode ir à sede da empresa e entregar uma marmita vazia, para que ela retorne cheia instantes depois. Outra opção é o marmitex descartável, geralmente feito em alumínio.

Tenha você um endereço fixo para atendimento ao público ou, então, um serviço de delivery, é importante tomar alguns cuidados. Confira os principais:

1 – Conheça as necessidades do público

Existem diferentes cardápios fitness. Há pratos pouco calóricos, voltados às pessoas que querem emagrecer. Outras dietas contêm mais proteínas e carboidratos de baixo índice glicêmico, pois o objetivo dos seguidores é ganhar massa muscular.

Antes de definir qual será o perfil da sua empresa, cabe analisar quem será o público-alvo. Frequente as academias do bairro. Converse com alunos e instrutores. Tente identificar o estilo de vida e o tipo de alimentação adotado por essas pessoas para saber quais produtos terão mais saída.

2 – Monte um cardápio atrativo

Fazer marmita fitness para vender vai além da mera comida saudável. É preciso pesquisar receitas novas para oferecer opções atrativas.

O segredo está em unir valor nutricional, aparência e sabor. Os culinaristas são unânimes em dizer que comemos não só com a boca, mas também com os olhos e o nariz. As refeições devem ser prazerosas a todos os sentidos do corpo.

Se você não tiver formação na área, contrate um nutricionista para elaborar as combinações ideais de ingredientes.

Consulte um nutricionista para montar o cardápio. (Foto: Divulgação)

3 – Organize o esquema de entregas

Veja o que é vantajoso para seu público-alvo. Se você morar numa região de fácil acesso, talvez possa produzir as quentinhas em casa e vendê-las ali mesmo. Caso seus clientes não consigam se deslocar, é provável que prefiram um serviço por encomenda ou tele entrega.

Cada uma dessas modalidades exige um esquema diferente de produção. Deve-se pensar na contratação de equipe, na compra ou no aluguel de um veículo que comporte os marmitex, nos horários de saída e no roteiro que o entregador fará todos os dias. Inclua no cálculo, ainda, o próprio período de preparo dos alimentos.

4 – Regularize o empreendimento

Qualquer negócio pode começar pequeno. Você mesmo pode se encarregar da produção e da entrega das encomendas. No entanto, por mais amador e inicial que seja o serviço, a regulamentação é um passo importante.

Além de reconhecer firma e abrir uma empresa nos órgãos competentes do seu município, atente para as exigências da Vigilância Sanitária. Alimentos devem ser preparados em ambientes limpos e acondicionados em lugar adequado, como um freezer industrial.

E então: quer encarar o desafio de fazer marmita fitness para vender? Acesse o site do Sebrae e saiba mais sobre o assunto! E não deixe de comentar o que você achou das nossas dicas.

The post Marmita fitness para vender: como investir nessa ideia de negócio appeared first on ViaCarreira.

Share

You may also like...